loading...

Paulo Macedo anuncia aumento salarial para 11 mil enfermeiros

Ministério e enfermeiros chegam a acordo nas negociações que duram há mais de um ano. A três dias das eleições, enfermeiros garantem aumento de 200 euros/mês já a partir de quinta-feira.

A poucos dias das eleições, o ministro da Saúde chega a acordo com o sindicato dos enfermeiros para que os salários dos contratados sejam equiparados aos dos profissionais que estão nos quadros da Função Pública.

Em causa estão "mais de 11 mil enfermeiros" que, a partir de dia 1 de Outubro - a três dias da ida às urnas -, vão ter um aumento de cerca de 200 euros mensais, passando dos 1.020,06 euros para os 1.201,48 euros, o mesmo valor que um enfermeiro dos quadros em início de carreira (1º escalão). 

A medida terá, segundo Paulo Macedo, um custo "significativo" que rondará os "11 milhões de euros".

"É algo que entendemos que é absolutamente justo, que é o facto de equipararmos as remunerações no acesso entre enfermeiros contratados por contrato individual de trabalho e [os enfermeiros] em funções públicas", afirmou o ministro à margem de uma visita a uma Unidade de Saúde Familiar no Porto.

As negociações entre o ministério e os enfermeiros arrastavam-se há mais de um ano e em Agosto chegaram a ser interrompidas, depois dos enfermeiros terem avançado para greve.

Foi então que se "estabeleceu quais os pontos a discutir" tendo havido "pontos onde não chegamos a acordo" e outros "onde chegamos a acordo", explicou Paulo Macedo.

Em comunicado a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) recorda que já entre 2011 e 2013, foi possível nivelar os salários dos enfermeiros com um aumento de remunerações que "abrangeu aproximadamente 8 mil profissionais".

Fonte: Económico

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...