loading...

O FIM da coligação PSD e CDS

Ontem as eleições em Portugal para a escolha de um novo Governo, mostraram que a coligação que está em funções perdeu a maioria. É um significado claro de que muitos portugueses querem uma mudança e estão fartos destas politicas e políticos de direita.

Tanto se fala que o PS perdeu. No nosso ver ganhou em comparação com os resultados das últimas eleições, e tem em conjunto com outro partido condições para formar governo.

O Bloco de Esquerda foi o grande vencedor e que irá de certeza formar Governo com o PS.

O Presidente da República não terá condições para designar um governo do PSD/CDS.


O que Passos Coelho disse para que o PS o deixe formar Governo - "A campanha eleitoral terminou e as nossas obrigações de Governo obrigam-nos a por de lado as bandeiras partidárias", garantiu Passos. "Todos os portugueses, qualquer que seja a área partidária", têm com a coligação um desejo comum para o país: o melhor do crescimento económico "ao serviço das igualdades que possamos estabelecer e desigualdades que possamos travar".


O PS e talvez o BE, vão votar contra o Orçamento do Estado para 2016 que venha a ser apresentado pela coligação, isto é a estacada final para a coligação "descoligar-se".

A líder do Bloco de Esquerda disse que o seu partido vai rejeitar um governo PSD/CDS no início da legislatura. “Uma coligação de direita não será governo em Portugal se não tiver maioria”

Nem sempre o partido que ganha umas eleições forma governo. Este será o caso.

Tudo pode mudar ainda, dependendo das decisões do Presidente da República, que por razões óbvias é PSD e não gosta das Repúblicas.

A porta-voz bloquista foi taxativa: "O Governo de Passos Coelho e Paulo Portas acabou"

Luso Jornal 2015

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...