ÚLTIMA HORA - Jornalista divulga dados incríveis onde afirma que a crise actual foi planeada

A jornalista espanhola Cristina Martín Jiménez, que investiga o secreto clube Bilderberg há 10 anos, conclui que a crise actual não é uma mera “casualidade”, mas o resultado de um plano em benefício dos ricos.

Uma ideia que Cristina Martín Jiménez defende em entrevista à TSF, onde foi falar do seu livro “O Clube Secreto dos Poderosos – Os Planos Ocultos de Bilderberg”.

Foto: Público
A casualidade, tal como ela nos tem sido apresentada, que chegou uma crise de um dia para o outro,a casualidade não existe, o que existe é uma inteligência, um cérebro que pensa como é possível subtrair as soberanias nacionais e como fazer com que todo o dinheiro fique em suas mãos”, assegura Cristina Martín Jiménez.

Quem saiu beneficiado da crise? Os ricos“, diz a autora.

A jornalista, que investiga o clube Bilderberg há cerca de 10 anos, constata que este grupo secreto pretende “criar um governo mundial único, em mãos privadas”.

Governaram Portugal, Espanha e Grécia através da Troika“, diz Jiménez.

Notando que é formado por “elites”, a jornalista salienta que os “membros do clube conspiram, afastam e colocam presidentes” com o objectivo de “dirigir o planeta como se fosse um tabuleiro de xadrez”.

As reuniões do clube Bilderberg já contaram com a presença de figuras como Barack Obama, Bill Clinton, Tony Blair, José Sócrates, Durão Barroso e Cavaco Silva.


E Cristina Martín Jiménez fala em particular do caso português, considerando que “o que é diferente em relação a outros países é a quantidade de políticos convidados que houve”.

José Sócrates foi eleito primeiro-ministro de Portugal um ano depois de ter participado da reunião Bilderberg. Tal como Durão Barroso, mesmo que, nas primeiras eleições nacionais a que se apresenta, ele tem esta frase: sei que vou ganhar, só não sei quando”.

Barroso também já tinha estado no Bilderberg em 1994″, salienta Cristina Martín Jiménez..

A jornalista fala também da participação de Francisco Pinto Balsemão, ex-primeiro-ministro do PSD e proprietário do Grupo Impresa, que detém a SIC e o Expresso, entre outros órgãos de informação, concluindo que “é algo muito importante controlar a imprensa, a opinião pública”.

Balsemão é o único português que é membro permanente do clube Bilderberg. As restantes personalidades portuguesas têm participado nas reuniões como convidados.

Rui Rio e António Costa participaram na reunião Bilderberg de 2008. Pedro Passos Coelho foi convidado para a reunião de 2013.

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...