loading...

Aos poucos a América está-se a tornar imprópria para viver

Ex-líder supremacista procura ocupar um lugar deixado em aberto por um outro Republicano no senado dos Estados Unidos, no estado do Louisiana.

Foto: Noticias ao Minuto
David Duke, antigo líder do grupo Ku Klux Klan (KKK) vai concorrer ao senado dos Estados Unidos no estado do Louisiana, avança a agência Associated Press.

O antigo representante máximo do grupo supremacista anunciou a sua decisão no próprio site e, enquanto Republicano assumido, este vê o lugar deixado em aberto por um outro Republicano, David Vitter, como uma nova oportunidade profissional.

O anúncio surge numa altura em que o Louisiana é um dos estados mais afetados pelas tensões raciais que se têm feito sentir nas ruas americanas nas últimas semanas, especialmente depois dos vários casos de adolescentes negros que foram mortos pela polícia sem justificação, originado posteriormente a morte de três polícias branco por um ex-marine de raça negra, como forma de retaliação.

É ainda de referir que David Duke já cumpriu a pena de um ano de prisão, depois de ter ficado comprovado em 2002 que o supremacista fugiu aos impostos.

Quanto ao grupo que representou, os KKK, recorde-se que foi um grupo que nasceu inicialmente em 1865 e ainda está ‘em funções’, em nome da defesa de correntes extremistas, como a supremacia da raça branca, o nacionalismo branco e anti-imigração.

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...