Conheça a planta mais doce que o açúcar e com zero calorias

É o substituto perfeito para o adoçante, que contém químicos, e para o açúcar, muito rico em calorias. Vende-se em folha, pastilhas, pó ou líquido e já é consumido pelos chineses há séculos. Conheça a stevia, que já é um sucesso nos Estados Unidos.

Foto: Youtube
Na última temporada da série "Breaking Bad" há uma personagem, Lydia, que só bebe chá com stevia. É viciada em stevia. E acaba por morrer por causa da stevia. Quer dizer, mais ou menos. Sabendo que ela só bebe chá com stevia, Walter White, a personagem central, mistura uma boa dose de ricina (uma proteína venenosa) na embalagem de stevia que Lydia mete no chá. Ela toma o chá e morre. E porque é que lhe contamos isto tudo? Porque muita gente ainda desconhece a stevia (sem ricina), uma planta natural com uma capacidade adoçante 350 vezes superior ao açúcar, mas que não tem calorias nem contém os químicos dos adoçantes. 

Para lá do chá e do café, a stevia pode ser usada em bolos ou cozinhados. Para nos ajudar a conhecer melhor a stevia, a NiT falou com nutricionista Mara Nunes, colaboradora do Holmes Place da Quinta da Beloura. A stevia é uma planta com um sabor doce. Tão doce, que é um dos melhores substitutos do açúcar na alimentação. Além disso, é muito saudável — é também por isso que é muito utilizada, e há séculos, na medicina tradicional chinesa.Pode ser consumida em forma de folha — em saladas e chás, por exemplo — pastilhas, pó ou líquido. 

“Na sua composição, a stevia contém glicosídeos de esteviol, que lhe conferem um sabor cerca de 350 vezes mais doce do que o açúcar, mas sem qualquer valor energético"

Em Portugal, já consegue encontrar stevia em quase todas as grandes superfícies. Esta planta cresce naturalmente no Paraguai, na América do Sul, onde “era tradicionalmente utilizada para adoçar bebidas ou como um presente depois da secagem das suas folhas", conta Mara Nunes. 

A stevia foi depois levada para outros pontos do globo, nomeadamente para a China e para o Japão, onde é cultivada há 200 anos.
Nos Estados Unidos a stevia já é muito popular, em Portugal é que ainda não está massificado o seu consumo.

Na China e no Japão, a stevia é muito consumida em forma de planta, em chás, e usada para o “tratamento de doenças como a diabetes, a obesidade e doenças cardiovasculares”.

“Na sua composição, a stevia contém glicosídeos de esteviol, que lhe conferem um sabor cerca de 350 vezes mais doce do que o açúcar, mas sem qualquer valor energético", explica. Ou seja, a stevia tem zero calorias — ao contrário do açúcar, em que uma colher de sopa corresponde a 40 calorias. Além disso, a stevia ajuda a controlar o colesterol e os níveis de açúcar no sangue — o que é ideal para pessoas com diabetes. “Também possui propriedades antibacterianas e antifúngicas e o seu consumo em chá ou infusão pode aliviar problemas gástricos”, diz Mara Nunes.

“A dose máxima recomendada para o consumo de stevia em folhas, ou extratos é de 5 gramas por dia, o equivalente a 40 pacotes do seu extrato em pó”, conta. Ou seja, o consumo excessivo desta planta é praticamente impossível, no que respeita dosagem recomendada.

Fonte: NIT

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...