Cristiano Ronaldo alvo de atentado em Madrid

Cristiano Ronaldo alvo de atentado em Madrid.

Sánchez Ramírez é acusado de possuir arsenal de armas de guerra e de porte ilegal de armas de fogo.

O julgamento de Santiago Sánchez Ramírez, acusado de possuir um arsenal de armas de guerra e de porte ilegal de armas de fogo, permitiu saber que este cidadão espanhol colocou Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, Carlo Ancelotti, o treinador dos merengues na altura, e vários futebolistas do plantel, entre os quais Cristiano Ronaldo, na mira da sua carabina. 







A notícia foi avançada pelo jornal digital espanhol 'El Confidencial', que cita o acusado admitindo: "Eu matei o Cristiano Ronaldo e o Florentino Pérez e demostrei que há grandes falhas de segurança. Para os jogadores para os adeptos".

A polícia espanhola procedeu à detenção do indivíduo a 30 de julho de 2014 e na residência de Sánchez Ramírez encontrou várias fotografias tiradas através de mira telescópica nas quais se percebe que visou também Gareth Bale, Isco, Marcelo, Sergio Ramos e Karim Benzema, no plantel merengue, mas também membros da família real espanhola, entre os quais o rei Felipe VI, do governo e outras figuras públicas, sempre com o propósito, defende, de demonstrar falhas de segurança.

No caso relacionado com o Real Madrid, Sánchez Ramírez obteve as fotografias do interior de uma carrinha que deslocou para perto da entrada do centro de treinos dos meremngues em Valdebebas, nos arredores de Madrid.

Fonte e fotos: Record

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...