Falsos inspectores da ASAE faziam vistorias a lojas de chineses

Falsos inspectores da ASAE faziam vistorias a lojas de chineses.

A ASAE teve conhecimento que existem pessoas que fazem-se passar por inspectores desta autoridade, contactam restaurantes para marcar vistorias e solicitam transferências bancárias ou levantamentos em dinheiro para pagamento de supostas coimas em atraso.

Mas os burlões deram demasiado nas vistas e adoptaram um modus operandi completamente desfasado das práticas comuns da entidade ao fazerem vistorias a lojas de chineses. Já foram detidos.

Foto: Comércio e Notícias
“Deu logo para ver que era uma fraude. Pessoas que passavam a pente fino lojas do chinês e restaurantes de sushi e chegavam mesmo a verificar se os produtos tinham defeitos de fabrico, se existia livro de reclamações, facturas e se os estabelecimentos cumpriam as normas de higiene e segurança. E depois cobravam coimas em caso de incumprimento.

Que loucura! Vistorias a lojas de chineses. Vê-se logo que eram falsos inspectores da ASAE. Alguma vez a ASAE faz vistorias a lojas dos chineses? Isso nunca aconteceu! Nós só fazemos operações nos estabelecimentos dos portugueses”, informou a ASAE em comunicado.

Já o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras alertou para falsos inspectores que vão a mercearias e frutarias de indianos, paquistaneses, bengalis, nepaleses e bangladeshis e pedem documentos de identificação dos proprietários e funcionários para investigarem se existe ali alguma rede criminosa de imigração ilegal. “São falsos inspectores do SEF. Os verdadeiros inspectores do SEF nunca fazem isso”, informou o SEF em comunicado.

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...