Pena suspensa para bancário que ficou com dinheiro de clientes

O Tribunal de Viseu condenou esta quinta-feira a cinco anos de prisão com pena suspensa o ex-bancário Alberto Vieira, de 46 anos, por ter ficado com mais de 600 mil euros de clientes.

Vieira, residente em Aveiro, que foi funcionário do BPI durante 22 anos, foi condenado pelos crimes de falsificação de documentos e abuso de confiança, ambos na forma continuada.

Fonte: JN
O arguido confessou que, entre 2012 e de 2013, quando tinha o cargo de gerente na agência do BPI de Oliveira de Frades, falsificou assinaturas de clientes e movimentou-lhes dinheiro para contas em que é titular. O banco ressarciu os clientes.

Alberto Vieira fica com a pena suspensa com a condição de pagar 120 mil euros por ano ao BPI durante cinco anos.

O tribunal considerou dar uma oportunidade ao arguido atendendo a que deu como garantia 900 mil euros em património ao banco.

Fonte: Tuga Press

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...