Guerra China-EUA um cenário cada vez mais possível, diz oficial chinês

Desde que Donald Trump tomou posse aumentou a tensão nas relações entre a China e os Estados Unidos.

A guerra entre a China e os Estados Unidos durante a administração Donald Trump "não é apenas um slogan" e está a tornar-se "uma possibilidade prática", afirmou um oficial do Exército chinês.

Foto: RT
Esta posição foi divulgada no site do Exército de Libertação Popular, numa resposta à retórica agressiva da nova administração dos Estados Unidos em relação à China.

"Uma guerra 'no mandato do presidente' ou 'guerra começou esta noite' não são apenas 'slogans', estão a torna-se uma possibilidade prática", defendeu um alto quadro do Exército chinês, citado pelo jornal "South China Morning Post".

Aquele oficial defendeu a mobilização de militares para a região do mar do Sul da China, zona estratégica da Ásia onde Pequim controla ilhas disputadas pela Malásia, Filipinas, Taiwan, Vietname e Brunei, e a instalação de um sistema de defesa anti-mísseis para proteger a península da Coreia.

Segundo este responsável do Exército chinês, Washington deveria reconsiderar a sua estratégia para a Ásia-Pacífico.

Na origem do aumento da tensão entre Pequim e Washington estão afirmações de Donald Trump. O presidente norte-americano disse, por exemplo, que não entende porque têm os Estados Unidos de estar "amarrados à política 'Uma só China'", que implica não reconhecer Taiwan como um Estado. "A menos que façamos um acordo com a China sobre outras coisas, incluindo no comércio", sustentou, Trump.

No início de Dezembro de 2016, o presidente eleito falou com a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, no primeiro contacto telefónico deste nível desde que Washington rompeu relações diplomáticas com Taipé, em 1979. Pequim "protestou solenemente".

"A China é responsável por quase metade do nosso défice comercial e a China não é uma economia de mercado, eles não respeitam as regras do jogo e chegou a hora de o começarem a fazer. Têm de o fazer", disse também o presidente norte-americano, numa das várias frases proferidas desde que tomou posse e que estão a esgotar a paciência dos chineses.

Fonte: JN

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...