loading...

A mãe de todas as bombas, afinal é fraquinha...

Uma bomba tão potente, tão falada, pelos vistos só teve efeito em 36 militantes....afinal, é a mãe de todas as bombas mesmo? Talvez não. Mas uma coisa é certa, deve ser cara e bem cara. Por este andar os EUA vão á falência.

DN:

Ministério da Defesa afegão disse que não houve baixas civis.

A mãe de todas as bombas", como é apelidada a mais potente bomba não-nuclear que os Estados Unidos lançaram na quinta-feira sobre o Afeganistão, matou 36 guerrilheiros do Estado Islâmico, segundo anunciou hoje o ministério da Defesa afegão.

Foto: RTP
As mortes não foram confirmadas por fontes independentes, mas o porta-voz do ministro garantiu que não morreram civis e que "apenas a rede de túneis utilizada pelos guerrilheiros do Daesh para atacar outras partes da província foi destruída"

Os EUA utilizaram, quinta-feira, a sua bomba não-nuclear mais potente, apelidada como "a mãe de todas as bombas", no Afeganistão contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), segundo um porta-voz do Departamento de Defesa norte-americano (Pentágono).

Pela primeira vez na sua história, os Estados Unidos utilizaram, em modo de combate, a bomba GBU-43 Massive Ordnance Air Blast (MOAB), um gigantesco projéctil desenhado para destruir complexos de grutas e túneis subterrâneos.

O ataque com esta bomba, com cerca de 11 toneladas de explosivos, atingiu um "conjunto de grutas" na província de Nangarhar (zona leste do Afeganistão), território onde um soldado americano foi morto no passado fim de semana durante uma operação contra os 'jihadistas'.

Fonte: DN

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...