loading...

Assim são tratados funcionários da fábrica de iPhones e iPads

Imagens registradas com a ajuda de câmeras escondidas pelo programa Panorama, da BBC, dentro de uma fábrica que monta iPhones e iPads na China mostram operários exaustos e situações de trabalho que parecem não condizer com padrões de boa conduta da Apple.

Em 2010, após 14 cometerem suicídio em outra fábrica que produzia iPhones, a Apple prometeu proteger os trabalhadores.


A BBC foi investigar se a situação mudou. Sem se identificar, repórteres foram contratados para trabalhar na fábrica por meio de agências de emprego.

O programa constatou longas jornadas, documentos de identidade sendo confiscados de funcionários e operários exaustos dormindo nas linhas de produção da empresa Pegatrom, onde são montados iPhones e iPads.

A Pegatron, que administra a fábrica, diz que está investigando cuidadosamente as alegações da BBC e tomará todas as medidas necessárias.


A Apple diz que trabalha em conjunto com fornecedores para prevenir horas extras em excesso e alega que faz mais do que qualquer outra empresa para garantir condições de trabalho justas e seguras.

Após a exibição do programa Panorama pela BBC, no Reino Unido, o vice-presidente-sênior de operações da Apple, Jeff Williams, disse por e-mail que a reportagem dava a entender que a empresa não está melhorando as condições de trabalho em sua cadeia produtiva. "Nada está mais longe da verdade", afirmou.

Williams afirmou ainda que ele e o executivo-chefe da empresa, Tim Cook, ficaram "profundamente ofendidos com a ideia de que Apple estaria quebrando uma promessa com os trabalhadores em nossos fornecedores ou enganar os clientes de alguma maneira".

Fonte e Foto: BBC Brasil

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...