loading...

Se Santos Silva morresse, dinheiro iria para primo de Sócrates

Contas bancárias previam que, se Carlos Santos Silva morresse, 80% do dinheiro seria entregue a José Paulo Pinto de Sousa, primo do ex-primeiro-ministro.

Foto: Expresso
Grande parte do dinheiro que está sob suspeita na Operação Marquês foi depositado na Suíça, em contas da UBS. Uma dessas contas foi registada em nome de uma sociedade offshore, a Belino Foundation, e previa que, se Carlos Santos Silva morresse, 80% do saldo seria entregue a José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates.

A revelação está nas páginas da revista Sábado e consta no relatório do Ministério Público com que José Sócrates foi confrontado no último interrogatório, há três semanas.

Leia mais em Expresso

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...