loading...

AFINAL a Coreia do Norte não tudo o que dizem!!

Quando se trata de marijuana, a Coreia do Norte parece ter uma politica muito tolerante. A atitude da Coreia do Norte em relação a este produto talvez possa surpreendê-lo.

Um jornalista inglês de 29 anos, descreveu no seu blog como comprou um saco de supermercado cheio de marijuana num mercado na área rural da Coreia do Norte, e fumou sem problemas em praças públicas, monumentos e até restaurantes e bares.

O jornalista, Damon Richter, que vive na Bulgária, explicou também como os "minders" (pessoas ao serviço do regime, que acompanham viajantes, agindo como guias, tradutores e protegendo-os em locais perigosos) fumaram marijuana com ele e com os seus amigos turistas.

Richter contou ao Huffington Post que o seu guia disse que a marijuana era legal na Coreia do Norte.


O saco de marijuana que o jornalista Damon Richter comprou num mercado em Rason, Coreia do Norte, custou cerca de 80 centavos.

Claro, só porque um grupo de turistas fez isso, não quer dizer que o cidadãos também possam fazê-lo. Mas outros relatos substanciam a noção de que no "Reino Eremita" a marijuana não é criminalizada e nem vista com preconceito.

Um relato da Open Radio for North Korea, organização americana não-governamental baseada em Seoul, Coréia do Sul, citou um anónimo cidadão norte-coreano, que disse que o regime de Kim Jong Un não considera a marijuana como uma droga e sim, uma planta.

Especialistas explicaram ao Huffington Post que não se sabe ao certo se a erva é tecnicamente ilegal, mas na prática, não parece ser problema algum para o regime.

"A cannabis cresce naturalmente e descontroladamente na Coreia do Norte, e já foi vendida no exterior por agências do governo, como forma de acumular moeda estrangeiras," conta Sokeel Park, director de pesquisa e estratégia na Liberty in North Korea, um grupo de direitos humanos baseado na Califórnia, que providencia abrigo e socorro à refugiados norte-coreanos.

"Não se sabe qual a lei oficial nos Livros do Estado, mas de qualquer modo, a marijuana, também conhecida como "yoksam" na Coreia do Norte, não é uma prioridade do governo e há muito tempo deixou de ser tratada como droga," disse Park.


"Em relação à marijuana na Coreia do Norte, que é tão boa quanto legal - não existe grande estigma sobre ela, nem o tipo de fetiche que a rodeia no ocidente, o que provavelmente decorre de sua situação ilegal aqui," explica Shirley Lee, editor internacional do New Focus International, site de notícias que mantém uma rede de contactos na comunidade de refugiados e na Coreia do Norte.

Na rede social de notícias Reddit, um consultor americano afirmou ter viajado para a Coreia do Norte em 2008, disse que conheceram um grupo de cidadãos norte-coreanos que plantava pés de marijuana em pequenos jardins. O consultor disse também que a marijuana na Coreia do Norte parece ser mais usada como "medicamento natural."

"marijuana é especialmente popular entre as classes operárias da sociedade norte-coreana. Após um árduo dia de trabalho, é comum trabalhadores fumarem a erva como forma de relaxar e acalmar os músculos tensos e doloridos," escreveu o repórter da Vice, Ben Tool, citando fontes norte-coreanas.

Alguns argumentam que a Coreia do Norte parece ter uma política muito mais liberal em relação à marijuana do que os Estados Unidos.

Entretanto, pouco é sabido sobre prisões relacionada à marijuana na Coreia do Norte, se é que existem.

Fonte e Foto: Growroom

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...