ALERTA - Tomem mais atenção aos vossos filhos

Um pai, no Brasil, evitou a violação da própria filha. Depois de descobrir as mensagens que um pedófilo enviava à menina, avisou a polícia e foi ao local que o homem tinha combinado com a criança. O suspeito foi detido em flagrante.

Nas mensagens, trocadas através do WhatsApp, o pedófilo, de 47 anos, assediou sexualmente a menina de 9 anos. Pediu para ela enviar fotografias sem roupa e insistiu num encontro entre os dois. Numa das mensagens, disse à criança para tomar um anticoncecional da mãe antes do encontro e que aparecesse no local sem roupa interior.



Quando o pai da menor descobriu a troca de mensagens dirigiu-se à polícia. " Chegou aqui sem saber o que fazer, afirmando que a filha tinha marcado um encontro com um homem mais velho, que a ia levar para um motel. A violação foi evitada no último momento", explicou à "Globo" Cláudia Alvarez, da Polícia Civil.

O encontro tinha sido marcado perto da residência da vítima. O homem estava à espera da menina no interior do carro, quando foi surpreendido pela polícia. De acordo com a "Globo", o suspeito confessou que sabia que a pessoa com quem falava era uma menor e assumiu a autoria das mensagens enviadas.

Suspeito de outros casos

O mesmo polícia disse que há suspeitas de que este não seja um caso único. No telemóvel do suspeito foram encontradas conversas com mais 20 crianças. O aparelho vai agora ser enviado para perícias, já que as autoridades suspeitam que o homem apagou imagens de outras crianças.

"Ele apagou algumas fotografias, provavelmente de crianças nuas. As vítimas eram escolhidas no Facebook e ele depois pedia o número de WhatsApp para enviar fotos e mensagens de teor sexual", disse o polícia que deixou um alerta aos pais: "A pedofilia, infelizmente, é uma realidade e acontece todos os dias. O diálogo precisa ser aberto, a conversa sobre sexo não pode ser tabu. A criança precisa conhecer os riscos".

Fonte e Fotos: JN

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...