loading...

EUA no seu melhor!! Que vergonha!!

Maddi Runkles foi proibida de participar na cerimónia de entrega de diplomas e no baile de finalistas, por ter perdido a virgindade e engravidado antes do casamento.

A estudante de 18 anos foi impedida pela direção da Heritage Academy em Hagerstown, no Estado norte-americano de Maryland, de participar na cerimónia da formatura e ainda do baile de finalistas. O caso foi divulgado pelo jornal The New York Times.


O administrador da escola cristã, David Hobbs, informou os pais da estudante e explicou o porquê da decisão da instituição:

"Um sábio disse-me que a disciplina não é a ausência de amor, mas a aplicação desse amor. Nós amamos a Maddi Runkles. Neste momento a melhor forma de amá-la é responsabilizá-la pela sua imoralidade"

A jovem conta que pediu ajuda e perdão. No entanto o código da instituição é muito claro quando diz que os alunos não podem ter relações sexuais antes do casamento.

David Hobbs garantiu que a aluna vai receber o seu diploma. No entanto frisou que a sua gravidez representa "um problema interno sobre o qual terão muitas orações e discussões".

Apesar de ter sido aconselhada a abortar, Maddi Runkles decidiu ter o filho e diz que não tenciona casar-me com o pai da criança, cujo nome não quis revelar. Atualmente conta com o apoio dos pais e de uma organização cristã que ajuda mães solteiras.

No próximo dia 2 de junho a estudante não vai poder participar na celebração de fim de ano letivo, juntamente com os colegas. No entanto, para que não se sentisse excluída, os pais decidiram organizar um evento especial no dia seguinte.

Fonte e Foto: SIC Noticias

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...