loading...

TESLA MODEL 3 com 2 versões e mais autonomia!!

Por fim, conhecemos tudo o que há para saber sobre o novo Model 3. Ou quase. Foram entregues esta madrugada as primeiras 30 unidades de um modelo que vai estar disponível em duas versões. Bem rápidas.

Na última madrugada, na fábrica da Tesla em Fremont, na Califórnia, teve lugar a cerimónia de entrega das primeiras 30 unidades das mais de 400.000 encomendas do Model 3, o primeiro modelo 100% eléctrico do construtor americano que é verdadeiramente acessível e que vai multiplicar por cinco o actual volume de vendas da marca nascida da visão de Elon Musk.


Mas pela batuta de Musk, o evento californiano, difundido pela web para o mundo inteiro, esteve pejado de novidades, todas elas incidindo sobre o veículo que não só vai permitir à Tesla finalmente entrar nos lucros, depois de anos a criar imagem e a ser deficitária, como ainda a vai colocar no panorama mundial dos construtores com um potencial de crescimento muito acima da média. Isto porque se até agora a Tesla se limitava a fabricar um pouco menos do que 100.000 unidades do Model S e X, o construtor tem como objectivo 500.000 unidades/ano em 2018 (100 mil S e X, mais 400.000 do 3), e 600.000 no ano seguinte, sensivelmente na mesma altura em que deverá surgir o Model Y, o SUV mais pequeno e barato do que o Model X, de que Musk pretende fabricar anualmente também meio milhão de veículos.

O que passámos a saber do Model 3?

Para começar, houve a confirmação de que, no mês de Julho, a Tesla produziu 50 unidades do novo 3, 20 destinadas a testes de homologação e validação, enquanto as restantes 30 foram entregues a clientes, todos funcionários da casa, pois a eles cabe submeter o Model 3 a ensaios em condições reais de utilização, dando assim a possibilidade à marca de resolver os pequenos problemas ou defeitos que eventualmente surjam, para entregar modelos sem tantos problemas de juventude aos compradores exteriores à empresa.

A cerimónia decorreu sem problemas, com Musk a desvendar alguns dados que até aqui estavam no segredos dos deuses. Começou com a segurança, revelando que, num embate lateral contra um poste, o Model 3 é mais eficaz do que o Volvo concorrente, permitindo uma menor intrusão no habitáculo, com vantagens para a protecção dos ocupantes. Obviamente que estes dados têm de ser validados por uma entidade independente – e certamente o serão, muito em breve, tanto pelos americanos como pelos europeus da Euro NCAP –, mas é um bom indício, pois nenhum fabricante que se preze mente sobre estes elementos, pois ser apanhado a faltar à verdade teria um efeito devastador.
Quantos Model 3 há?

A segunda novidade teve a ver com o número de Model 3 que a Tesla vai lançar numa primeira fase. É claro que só há um modelo, mas o que não se esperava é que surgissem logo no arranque duas versões, uma denominada Standard e a outra Long Range, que variam em termos de capacidade de bateria (que curiosamente não viram as suas capacidades serem anunciadas) e da potência dos motores (também aqui Musk não abriu o jogo, nem em relação à potência, nem no que respeita aos número de motores eléctricos, ou seja, se só há motores num dos eixos ou em dois.)

O Model 3 Standard vai ser proposto por 35.000 dólares (cerca de 29.780€), valor que já era conhecido e sobre o qual foram colocadas quase meio milhão de encomendas. Mas o que não sabíamos é que o modelo que vai ser o mais acessível, da Tesla, vai ser capaz de atingir uns impressionantes 209 km/h, para um carro eléctrico nesta faixa de preços, é claro. Além de veloz, o mais barato dos Model 3, que é proposto por valores similares aos concorrentes europeus – sendo que este Tesla é maior, mais espaçoso e mais sofisticado – é muito mais rápido, anunciando 0-96 km/h (0 a 60 milhas/h) em somente 5,6 segundos, o que dará qualquer coisa entre 6,0 e 6,1 segundos de o a 100 km/h. Um valor notável e imbatível para um carro deste preço. Como se isto não bastasse, o Model 3 Standard é ainda capaz de reivindicar uma autonomia de 354 km, um valor interessante, mas não recorde, que indica que esta versão do Tesla compacto possuirá uma bateria com cerca de 40 kWh.

E como vai ser o Model 3 mais potente?

Denominado Long Range (LR), o Model 3 mais caro exige em troca mais 7.600€, o que atira o preço final para 37.450€. Ainda assim, um valor extremamente interessante, se for igualmente praticado na Europa.

E não estamos a falar de valores de produção diminutos, pois Elon Musk confirmou que a curva de produção do Model 3 vai atingir as 500 unidades por semana no fim de Setembro, para depois ver essa meta subir para 2.000 no final de Outubro, 4.000 em fim de Novembro e, por fim, 5.000 Model 3 por semana antes do ano terminar. Contudo, a Tesla estará nesta altura a um ritmo de 260.000 Model 3 por ano, longe ainda dos 400.000 que espera atingir no final de 2018.

Contra este valor muito competitivo, ligeiramente acima de 37 mil euros, o Model 3 LR oferece uma autonomia de 500 km, e uma capacidade de aceleração de 0 a 96 km/h de apenas 5,1 segundos, o que lhe deverá permitir transpor a fasquia dos 100 km/h em cerca de 5,5 segundos, uma rapidez que faz inveja a muitos desportivos e que bate de forma descarada a totalidade dos eléctricos, à excepção dos S e X da Tesla e dos superdesportivos movidos a electricidade, muitos com cerca de 1.000 cv e preços superiores ao milhão, que abundam por aí.

A velocidade do Model 3 LR está limitada a 140 milhas/h, o que equivale a 225 km/h. Sem dúvida, uma excelente surpresa para os clientes da marca americana, mas uma notícia deveras preocupante para todos os fabricantes que querem concorrer com a Tesla, que desta vez parece ter conseguido atingir os três “B”: apresentar um automóvel que é simultaneamente bom, bonito e barato.

Fonte e Foto: Observador

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

loading...