Loading...

VENDIA chamuças com carne de GATO



James Kimani foi detido pela polícia quando estava a ser atacado por uma multidão em fúria. Depois, confessou o negócio que manteve durante seis anos.

Um homem foi preso, no Quénia, por ter vendido ilegalmente, durante mais de seis anos ,carne de gato que era utilizada para fazer chamuças.

James Kimani, noticia o The Independent, considerou-se culpado perante o tribunal. Admitiu que matou mais de mil gatos e que vendeu a carne dos animais a vendedores de rua, isto depois de, segundo o próprio, ter identificado “uma lacuna no mercado”.

O homem, de 34 anos, foi detido no domingo pela polícia, que o “salvou” de ser linchado por uma multidão em fúria que o apanhou a retirar a pele a um gato.

Às autoridades, Kimani confessou que vendia a carne dos gatos há cerca de seis anos, período em que conseguiu ganhar cerca de quatro mil euros com o negócio, além de algum dinheiro extra que ainda angariou ao vender a pele dos gatos.

Fonte e foto: Noticias ao Minuto
loading...

Siga-nos por email

Subscreva:

Desenvolvido por FeedBurner

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.